Notícias

Data: 2020-03-09
  • VM

A Viagem Medieval em Terra de Santa Maria vive também muito da performance dos atores e figurantes que durante os 12 dias do evento assumem diferentes personagens históricas, em diversos momentos do programa, interagindo com os milhares de visitantes que, nesta altura do ano, acorrem a Santa Maria da Feira. As candidaturas para a seleção das personagens históricas para esta edição decorrem de 9 a 31 de março.

As candidaturas estão abertas a toda a comunidade e, na avaliação, será valorizada a experiência comprovada de atores e figurantes oriundos do tecido associativo do concelho de Santa Maria da Feira. Os interessados, com mais de 16 anos, devem remeter a ficha de inscrição, para o email animacao.viagemmmedieval@gmail.com, acompanhada de com duas fotografias: uma de rosto e outra de corpo inteiro.

Após o período de candidaturas, seguem-se os castings de onde serão selecionados 30 personagens históricas e 20 atores/figurantes para o Castelo do Alcaide. Os 50 escolhidos para integrar a XXIV Viagem Medieval em Terra de Santa Maria terão acesso a uma formação prática de 40 horas, preparando-os para os papéis de Pregoeiro, Truteiro, Pedinte, Alcoviteira, Barregã, entre outros.

» Ficha de inscrição

A XXIV Viagem Medieval em Terra de Santa Maria, um evento de referência a nível nacional e internacional, com vários prémios arrecadados, resulta da organização conjunta da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, Empresa Municipal Feira Viva – Cultura e Desporto e Federação das Coletividades de Cultura e Recreio do Concelho de Santa Maria da Feira, e conta, este ano, com a Rainha D. Leonor e o Mestre de Avis como protagonistas.

Contexto histórico:
A primeira crise dinástica do jovem Portugal surge logo após a morte de D. Fernando, em 1383, ficando a Rainha D. Leonor como regente e defensora do reino, enquanto sua filha D. Beatriz, mulher de João I de Castela, não tivesse filhos com idade para governar. Com este pretexto e na possibilidade de se perder a independência portuguesa, começam a aparecer grupos de fidalgos que se insurgem contra a Regente e o seu conselheiro, o Conde Andeiro. O Mestre de Avis, meio irmão de D. Fernando, Rui Pereira e outros fidalgos, são os principais protagonistas deste enredo que se inicia com a morte do Conde e termina com o Mestre a ser aclamado, pelas gentes de Lisboa, como Regedor e Defensor do Reino.

Viagem Medieval 2020

Bilhetes | Pulseiras